31 de out de 2013

Um dia...


Nós naturalmente nascemos para viver em conjunto, em um meio social, querendo ou não, estamos fadado a isso desde quando saímos do ventre de nossa mãe. E ai, e ai que crescemos, conhecemos pessoas na infância e talvez criemos laços com elas para vida toda, passamos para a pré-adolescência, adolescência, até que chegamos a fase adulta, ou fingimos que chegamos. O fato é que tendemos a amadurecer com o passar dos tempos, das experiências vividas, das experiências vistas, dos conselhos recebidos e ai queremos passar isso adiante, para aquele amigo, aquele primo, irmão, as pessoas do nosso convívio. É um tanto instintivo (ao menos para mim) querer o melhor para aquela pessoa, dar conselhos sempre, incentivar diariamente, ajudar dentro das suas possibilidades e fora também, querer estar perto e participar de tudo. Mas, tem um dia, aaah, aquele dia, que você cansa de tudo, mas de tudo mesmo! Cansa de querer estar perto, cansa de incentivar, de apoiar, de procurar o melhor, quando isso deveria ser feito por ambas as partes, cansa de colocar pra cima, de remar sozinho, de subir degraus e jogar a corda para o outro te alcançar, de jogar a bóia pra não se afogar nos seus próprio erros, que na verdade é a consequência dos atos e escolhas que ela fizera ao longo de sua vida. Mas isso não quer dizer que não os ame menos, que não queira mais vê-los bem, só quer dizer, que aquele dia, no qual eu tanto falei que ia chegar, chegou, e eu percebi, que não, não vale apena eu querer quando você não quer, não vale apena eu fazer enquanto você permanece nessa inercia, não vale apena eu sonhar sozinha, porque sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só... E eu descobri que eu não posso querer por você, nem fazer por você, eu fui onde eu pude ir, eu fiz até onde pude fazer, mas o resto depende de você, unicamente. É difícil quando esse dia chega, talvez você nem se dê conta, nem perceba logo de cara, mas com certeza com o tempo perceberá e sentirá que aquela parte de mim se foi, ou talvez já tenha percebido, mas não por alguma razão não quis falar, mas um dia, um dia você me chamará pra conversar e no meio da conversa, vai tocar nesse assunto e vai se dar conta que por mais que você queira e diga sentir falta, não me terá mais.

30 de out de 2013

Receita dupla!



Essa blogueira que vos fala, agora inventou que é cozinheira (isso mesmo), ataquei de chefe de culinária, e sempre que tem alguma coisinha aqui em casa eu invento de fazer uma receita, afinal de contas, é sempre bom ter uma comida diferente no dia. As receitas que fiz hoje foi um mousse de limão ( que devido ao seu sucesso quando fiz aqui ainda essa semana, minha mãe comprou mais ingredientes e pediu pra fazer novamente) e um sequilho de cebola, que eu estava com desejo de comer desde a semana passada e finalmente fiz. Mas tá ai, eu faço as coisas para comer, e estranhamente depois de pronta, a vontade vai toda embora, vai entender...


Mousse de limão

Ingredientes: 1 lata de leite condensado
1 caixa de creme de leite
Suco de limão ( a gosto)
Anilina verde


Modo de preparo: Jogue o leite condensado, o creme de leite no liquidificador e bata, aos poucos acrescente o suco de limão e a anilina até chegar no gosto que você preferir e na cor. Bata por uns cinco minutos ou mais, até o creme ficar bem homogêneo.
Coloque em um recipiente e leve ao congelador, aguarde de 30 minutos a 1:00 hora.
* Se quiser que renda mais, adicione mais uma lata de leite condensado e de creme de leite.


* A anilina é opcional.

* O mousse quando batido não ficará grosso, e sim cremoso.
*Não pode cair água, se não fica aerado.

Sequilho de cebola

Ingredientes: Manteiga ou margarina (com pouco lipídio)
Sopa de cebola
Farinha de trigo com ou sem fermento

Modo de preparo: Despeje a farinha de trigo num recipiente e adicione a manteiga, misture, até a massa soltar do recipiente e da sua mão, despeje todo o conteúdo da sopa de cebola (ou modere de acordo com seu gosto), continue misturando até que a massa fique com o aspecto de úmida, contudo não esteja peguenta, e sim soltinha. Logo em seguida unte a forma (com manteiga e farinha de trigo), faça o formato que você preferir, e leve ao forno baixo 180º por uns 30 min, ou até dourar. 
*Não coloquei as medidas, porque eu vou adicionando os ingredientes até a massa ficar soltinha.

Prontinho... rápido, fácil, gostoso e o melhor, custa pouco. Quem testar alguma dessa receita, deixa o comentário, ou escreve para o e-mail do blog. Aaaah, quem quiser ver o resultado do meu mousse, é só entrar no meu instagram: ilanamichaela94.


28 de out de 2013

Inspiração Criado mudo



Trouxe algumas inspirações de criado mudo, já que o fim de ano está chegando e muitas pessoas aproveitam essa época para fazer reformas em sua casa, em fim... Acho que não preciso me estender quanto ao assunto, o titulo já fala por si e as imagens falará ainda mais. 
Deixem sua opinião.


















Caso vocês já possuam um, não há necessidade de se desfazer dele, você pode pinta-lo, forrar com tecido ou papel contacte, trocar os puxadores, colocar espelhos... As ideias são infinitas, basta usar a criatividade e a internet para se inspirar ainda mais. Quem tiver algum DIY feito por si não só de criado mudo, manda para o email do blog: despoisquecresce@hotmail.com.br  juntamente com os seus dados e redes sociais e ai postarei aqui no blog.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...